Clínica Hepatogastro

Síndrome do Intestino Irritável: Quais as causas?

Atualizado em 26/01/2022
Tempo de leitura: 4 min.
Por Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
 | 
26/01/22

A síndrome do intestino irritável é um problema crônico que desencadeia sintomas muito desconfortáveis, alterando o funcionamento do trato gastrointestinal. Embora ainda não tenha cura, existem medidas que ajudam a controlar os sintomas e evitar novas crises.

Sindrome Do Intestino Irritavel Quais As Causas Hepatogastro Bg
Síndrome Do Intestino Irritável: Quais As Causas? 2

Desconforto abdominal, dor no abdômen, diarréia e prisão de ventre são alguns sintomas da síndrome do intestino irritável. Esse é um problema bastante comum e que, se não for controlado, pode prejudicar a qualidade de vida de uma pessoa. 

A síndrome do intestino irritável, também conhecida pela sigla SII, consiste em um distúrbio crônico que afeta o trato digestivo. Se caracteriza pela ocorrência de crises recorrentes, fazendo com que a pessoa tenha momentos sem sintomas e outros de manifestação do problema. 

Mas o que exatamente provoca a síndrome do intestino irritável? Preparamos este artigo para responder essa pergunta. Continue lendo para conferir essa e outras informações sobre o tema.

O que causa Síndrome do Intestino Irritável?

Como você viu, a síndrome do intestino irritável é um problema crônico. Ainda não se sabe exatamente o que provoca essa síndrome, mas é possível identificar os fatores que se relacionam com ela. Um deles são as próprias contrações do intestino. 

Ele é composto por músculos que realizam essas contrações conforme os alimentos seguem pelo trato digestivo. Quando essa musculatura se contrai com muita força e de modo prolongado, a pessoa pode ter diarreia, gases e inchaço. Também acontece de os músculos se contraírem pouco, o que dificulta a passagem dos alimentos e causa a constipação.

A ocorrência de inflamações no intestino também parece estar associada à síndrome do intestino irritável. Infecções graves são outra possível causa da SII, juntamente com alterações no sistema nervoso.

Isso acontece porque existe uma conexão muito intensa entre o cérebro e o intestino; assim, a descoordenação na comunicação entre eles pode fazer com que o processo digestivo passe por uma reação exagerada, que pode resultar em dores, constipação ou diarreia.

Mais uma possível causa da síndrome do intestino irritável é a alteração da microbiota intestinal. Milhões de bactérias vivem no intestino do ser humano e é preciso que haja um equilíbrio desses micro-organismos porque eles também participam do processo de digestão dos alimentos.

Existem, também, fatores de risco que fazem com que a crise se manifeste ou se agrave. São eles:

  • Alimentos como laticínios, feijão, trigo, frutas cítricas, couve e refrigerantes;
  • Intolerâncias ou alergias alimentares;
  • Problemas de saúde mental, como ansiedade, estresse e depressão;
  • Variações hormonais, como na menopausa;
  • Maus hábitos alimentares;
  • Histórico familiar do problema.

Quanto Tempo Dura uma Crise?

É importante ressaltar que a síndrome do intestino irritável pode ter características diferentes de pessoa para pessoa. Isso porque o intestino reage de maneiras diferentes, dependendo da sensibilidade de cada paciente, e isso também influencia na duração dos sintomas

Pode acontecer, por exemplo, de uma pessoa com sintomas se sentir melhor depois de evacuar. Não ter contato com o agente que irritou o intestino também ajuda a fazer com que a crise termine mais rápido. 

É importante ressaltar que existe diferença entre a síndrome do intestino irritável e a Doença de Crohn; embora algumas pessoas confundam essas duas condições. No caso da SII, consiste em um problema que afeta o trato digestivo, podendo causar diversos desconfortos e também diarreia ou constipação.

no caso da doença de Crohn, é uma doença inflamatória crônica que afeta a parte inferior do intestino delgado ou a porção do intestino grosso, mas também pode atingir qualquer outra parte do trato digestivo.

Além disso, a doença de Crohn tem origem autoimune, sendo que o próprio sistema imunológico ataca as células intestinais, desencadeando sintomas como:

  • Perda de peso e de apetite;
  • Dores articulares;
  • Sangramento retal;
  • Febre;
  • Lesões na região anal.

Em contrapartida, durante uma crise de síndrome do intestino irritável o paciente manifesta:

  • Distensão abdominal;
  • Dor abdominal;
  • Cólicas;
  • Excesso de gases e flatulência;
  • Constipação, diarreia ou alternância entre elas;
  • Presença de muco nas fezes;
  • Percepção dos movimentos intestinais.

Como Aliviar as Crises de Síndrome do Intestino Irritável?

Ainda não existe uma cura para a síndrome do intestino irritável, porém, ela pode ser tratada. O tratamento envolve a identificação daquilo que provoca a irritação intestinal para evitar o contato com esse fator desencadeante, prevenindo assim a ocorrência das crises

Quando a crise se manifesta, podem ser receitados medicamentos para controlar as manifestações, sempre dependendo da necessidade de cada paciente. Também podem ser feitos exercícios de relaxamento e outras terapias voltadas para o bem-estar, a fim de controlar os quadros de estresse e ansiedade.

Para manter a saúde do intestino, é importante investir em uma alimentação balanceada conforme a necessidade da pessoa. O apoio do nutricionista é fundamental nesse caso, junto ao gastroenterologista.

Muitas vezes, suplementos de fibras são bem-vindos quando a síndrome provoca constipação. Medicamentos antiespasmódicos e anti-inflamatórios podem ser receitados também. Assim, como dito, a terapia é personalizada para cada pessoa, bem como os cuidados para evitar novas manifestações. 

Embora a síndrome do intestino irritável não possa ser curada, é possível evitar que as crises aconteçam. Mas é fundamental o acompanhamento com um especialista para obter um diagnóstico preciso, entender o que está desencadeando as crises e, então, adotar a melhor abordagem para manter a qualidade de vida. 

Sobre o(a) Autor(a)
O Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio é Mestre e Doutor em Cirurgia. Pós-doutorado e Fellow nos Estados Unidos. Especialista em Cirurgia Digestiva e Videocirurgia. Atua como cirurgião do aparelho digestivo, com ênfase em cirurgia de fígado, pâncreas e vias biliares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 03 / 03 / 22
A cirurgia bariátrica não deve ser realizada em algumas situações. Descubra quais são as contra indicações desse procedimento.
Ler Mais
 | 23 / 02 / 22
Você sabia que existe diferença nas técnicas disponíveis para a realização da cirurgia bariátrica? Veja quais são essas diferenças entre o Bypass e o Sleeve.
Ler Mais
1 2 3 21

Clínica Hepatogastro© 2022 Direitos Reservados – Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Última atualização: 24/05/2022 às 18:15
Agende sua Consulta
magnifiercross