Clínica Hepatogastro

Ranitidina: Medicamento é suspenso pela Anvisa por causar danos à saúde

Ranitidina é um medicamento para tratar doenças como refluxo, gastrite e úlcera. e foi suspenso pela Anvisa por suspeita a desenvolver câncer.
Na imagem, há 8 cápsulas de remédios espalhadas aleatoriamente em um fundo branco.

A ranitidina é uma substância que ajuda a reduzir os impactos do ácido produzido no estômago e a secreção gástrica, diminuindo os sintomas de doenças como refluxogastrite e úlcera.

Os medicamentos são indicados pelos médicos com o objetivo de ajudar a tratar ou prevenir uma determinada doença. No entanto, o que deveria devolver a saúde das pessoas, pode causar problemas.

No último domingo (26/01/20), a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decretou que a importação do insumo de ranitidina, produzida por uma empresa indiana chamada Saraca Laboratories Limited, fosse suspensa.

O principal motivo de tal atitude foi a detecção de altos níveis de N-nitrosodimetilamina (NDMA), um componente que pode ser cancerígeno e causar problemas para a saúde.

Mas afinal, o que é e para que serve este medicamento?

Continue lendo para saber mais informações sobre a suspensão do remédio em todo o país.

O que é a ranitidina?

A ranitidina é uma substância que ajuda a reduzir os impactos do ácido produzido no estômago e a secreção gástrica, diminuindo os sintomas de doenças como refluxo, gastrite e úlcera, além de favorecer a cicatrização e prevenir complicações.

De acordo com especialistas, não é o medicamento que está oferecendo riscos à saúde, mas sim a substância NDMA, e por conta disso a ANVISA pediu que fossem adotadas medidas de precaução para evitar problemas maiores, uma vez que a substância pode ter um alto potencial cancerígeno.

Além disso, também foi recomendado que as empresas reavaliem os métodos de processamento do medicamento para evitar a contaminação. Até o momento, foram recolhidos 225 lotes desse medicamento.

N-nitrosodimetilamina (NDMA): os riscos

O NDMA é uma substância contaminante ambiental, que pode ser encontrada facilmente em água e alimentos, incluindo principalmente defumados e cozidos.

Embora não sejam tão bem estabelecidos os riscos que esse componente químico pode causar ao organismo humano, o NDMA foi classificado como um possível risco de desenvolvimento de câncer, e a ranitidina está suspensa como uma forma de prevenir contaminações que prejudiquem ainda mais a saúde.

A principal orientação é para que os consumidores queestão em tratamento, consultem imediatamente um médico, que deverá orientar o paciente a utilizar outros meios, como alguma alternativa terapêutica à ranitidina.

O que achou desse post? Deixe sua opinião nos comentários, e compartilhe!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 28 / 04 / 21
A presença da Helicobacter pylori no organismo pode ser identificada por meio de diferentes técnicas. Conheça algumas delas e como são feitas.
Ler Mais
 | 14 / 04 / 21
Aprenda um pouco mais sobre a gastrite. Confira quais são os sintomas que essa inflamação estomacal provoca e descubra como ele é tratada.
Ler Mais
1 2 3 5
Clínica Hepatogastro
Redes Sociais
Av. Presidente Juscelino
Kubitschek, 1545 conj. 31
Itaim – São Paulo/SP
(11) 3437-3228
Rua José Janarelli, 199
conj 105 – Morumbi-SP
(11) 3721-1300
Atenção: O site  www.hepatogastro.com.br  é um espaço que visa melhorar o acesso dos pacientes a informações importantes sobre saúde. Não deve ser utilizado como um substituto de uma avaliação completa, durante consulta médica.

Clínica Hepatogastro© 2021 Direitos Reservados – Desenvolvido em WordPress por SuryaMKT

Última atualização: 30/07/2021 às 17:44
Top