Clínica Hepatogastro

Qual a importância da colonoscopia na prevenção do câncer colorretal?

Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira17/01/2024
Tempo de leitura: 3 minutos
Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira
17/01/24
Sumário

Câncer colorretal é um tumor que se desenvolve tanto no cólon (intestino grosso) quanto no reto. Sua formação ocorre a partir do crescimento anormal e descontrolado de células no revestimento interno do intestino, acometendo geralmente pessoas entre 50 e 70 anos de idade.

A Imagem Ilustra O Reto
Qual A Importância Da Colonoscopia Na Prevenção Do Câncer Colorretal? 2

Uma das principais formas de prevenir a doença é através da colonoscopia. Quer entender um pouco mais sobre a importância deste exame? Acompanhe o artigo a seguir!

Quais são os sintomas de câncer colorretal?

O câncer colorretal pode se desenvolver de duas maneiras, uma delas é quando surgem pólipos.  

Desta forma, ocorre o crescimento anormal das células mucosas do intestino, porém, essa condição ainda não é considerada um tumor. Para se tornar um câncer, os pólipos pré-maligno podem levar até 10 anos.  

Outro fator que pode levar ao surgimento da doença é quando o intestino é acometido pelo câncer diretamente e, neste caso, não acontece a formação de pólipos.

Dito isso, a doença não apresenta sinais de alerta inicialmente. Assim, os primeiros sintomas só aparecem quando a doença já está em um estágio mais avançado. Entre os sinais mais comuns, estão: 

  • Dor ou desconforto abdominal;
  • Sangue nas fezes;
  • Alterações no hábito intestinal (diarreia ou prisão de ventre);
  • Fraqueza e anemia;
  • Perda de peso;
  • Sensação que o intestino não esvazia.

Como é obtido o diagnóstico? 

Para obter um diagnóstico preciso, uma vez que os sintomas também podem estar relacionados à outras patologias, como hemorroida, úlcera e síndrome do intestino irritável, são necessários alguns exames como:

  • Exame de fezes: Auxilia na detecção de parasitas responsáveis pelas alterações que ocorrem no trânsito intestinal, além de verificar a presença de sangue oculto.
  • Tomografia computadorizada: Costuma ser indicada para investigar massas ou quando a pessoa não pode ser submetida a sedação da colonoscopia. 
  • Radiografia com contraste: Pode ajudar no diagnóstico quando a colonoscopia não chega em todo o intestino grosso por alguma aderência, por exemplo. .

Colonoscopia: por que é tão importante?

A colonoscopia desempenha um papel muito importante na prevenção e detecção precoce do câncer colorretal, sendo uma das ferramentas mais eficazes na luta contra a doença.

Quando identificados, os pólipos são removidos antes que evoluam. Isto significa que a remoção precoce de pólipos benignos pode prevenir o desenvolvimento do câncer colorretal.

O procedimento é feito no interior do cólon e do reto através de um tubo flexível, com uma câmera na ponta, chamado colonoscópio. 

Além do câncer colorretal, a colonoscopia pode ajudar a diagnosticar outras condições intestinais, como doença inflamatória intestinal (doença de Crohn e a colite ulcerativa), sangramento gastrointestinal, diverticulite, entre outras.

É recomendado que adultos com idade a partir dos 45 anos (ou mais cedo, dependendo dos fatores de risco) façam o exame regularmente para ajudar na prevenção do câncer

Geralmente, o preparo envolve uma dieta especial nos dias que antecedem o procedimento. O paciente também deve ingerir um laxante para limpar o intestino. Após o exame, é necessário repouso e observação, evitando atividades que exijam mais atenção. 

A frequência de realização da colonoscopia dependerá dos achados anteriores, do histórico pessoal e familiar do paciente, entre outros fatores

Vale lembrar que é fundamental seguir as recomendações médicas para garantir a saúde intestinal e prevenir o avanço desse tipo de câncer.

Esclarecemos suas dúvidas nesse artigo? Deixe um comentário abaixo e compartilhe a informação!

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira | Hepatogastro

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira

CRM: 174843 | RQE : 94248 - Cirurgia do aparelho digestivo
O Dr. Marcos Gouveia tem foco em Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além de procedimentos minimamente invasivos do estômago, intestino e de hérnias da parede abdominal.
Acessar currículo

Compartilhe nas redes sociais:

TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

teste

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Clínica Hepatogastro © 2024 Direitos reservados
Última atualização: 11/04/2024 às 16:40
Ligue para agendar
Agende sua Consulta
magnifiercross