Clínica Hepatogastro

Fui chamado para o Transplante de Fígado e o órgão não era adequado, o que acontece agora?

Atualizado em 18/10/2021
Tempo de leitura: 2 min.
Por Dr. Glauco Perticarrari
 | 
12/10/21

O que acontece quando o fígado disponível para o transplante, não é adequado para o receptor?

Bom, realmente existe a possibilidade de um paciente ser chamado para o transplante e o órgão não ser viável, não ser adequado para ele. Mas isso não quer dizer que tudo está perdido. Continue lendo!

Fui chamado para o Transplante de Fígado e o órgão não era adequado, e agora?

É sempre bom pensar que é melhor estar vivo e bem com o seu fígado do que receber um órgão que está inadequado para o uso e acabar correndo risco de vida por isso.

Além de que, a cirurgia de transplante de fígado não é uma cirurgia tão simples, há seu risco associado.

Quando isso acontece, o paciente continua na fila de espera da mesma forma, na mesma posição que estava e com o mesmo MELD, com a possibilidade de receber a notícia de outro órgão disponível, e adequado, em alguns minutos, alguns dias ou algumas horas.

Probabilidade de órgãos bons e ruins

No centro de transplantes, aproximadamente, a cada quatro vezes que saem em busca de um órgão, em três voltam com ele e em uma não.

Ou seja, a chance de um paciente ser chamado para um transplante e o transplante não ocorrer, é de 25%.

Contudo, lembre-se, isso não quer dizer nada.

Se não foi esse o órgão adequado para você, pode ser que no próximo chamado venha um órgão adequado, com a função melhor e que você tenha uma recuperação muito melhor do que se fosse utilizado um órgão borderline, um órgão com alguma deficiência.

Quando sabemos que o órgão não é compatível?

Quando a gente fala que o órgão não é compatível com o uso ou não é adequado para o uso, não é só pela função do órgão e sim pelo tamanho e/ou formato, por exemplo.

Mas, o mais importante é que a gente possa escolher um órgão adequado, que funcione da melhor forma possível e que você tenha uma recuperação plena.

Espero ter esclarecido a dúvida. Deixe seu comentário, faça a sua pergunta que a gente vai esclarecer no próximo vídeo.

Sobre o(a) Autor(a)
O Dr. Glauco Perticarrari atua clinicamente como cirurgião do Aparelho Digestivo, com enfase em transplante hepático e cirurgia hepatobileopancreatica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 29 / 06 / 22
A hepatectomia, conhecida também como ressecção hepática, é a cirurgia de retirada parcial ou da totalidade do fígado. Entenda quando o procedimento é indicado!
Ler Mais
 | 01 / 06 / 22
A biópsia hepática tem como objetivo analisar, por meio de um microscópio, as estruturas internas do fígado. Entenda como é feito o procedimento!
Ler Mais
1 2 3 38

Clínica Hepatogastro© 2022 Direitos Reservados – Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Última atualização: 29/06/2022 às 16:28
Agende sua Consulta
magnifiercross