Clínica Hepatogastro

O que é situação especial na fila do Transplante de Fígado?

Atualizado em 14/09/2021
Tempo de leitura: 2 min.
Por Dr. Glauco Perticarrari
 | 
14/09/21

A situação especial na fila do transplante de fígado costuma ser muito mal interpretada pelo paciente, familiares e pelas outras pessoas que estão na fila.

Como funciona a organização da fila do transplante de fígado?

A organização funciona através do MELD, que é aquele cálculo onde a gente avalia a função do fígado.

O paciente que tem uma função pior e consequentemente o cálculo do MELD maior, ele está mais à frente. Já os pacientes que têm uma função melhor, estariam mais atrás.

E quando o paciente não tem MELD?

Existem algumas situações que o paciente desenvolve complicações da cirrose, doença do fígado, barriga d’água (conhecida como ascite), ou confusão mental causada pela disfunção do fígado. Nesses casos, o MELD não muda e continua baixo, o que pode impedir do paciente entrar na fila do transplante.

Nessas situações, o paciente bastante risco de mortalidade, mas os exames não conseguem mostrar. Isso foi observado quando os pacientes tinham tumor no fígado, podíamos ser tratados com o transplante, mas ele não tinha um MELD pra entrar na fila.

A partir do estudo, desenvolveu-se o critério de situação especial, que consiste em solicitar à Secretaria Nacional de Transplante, pontos especiais para que o paciente possa realizar o transplante e evitar o risco de mortalidade.

Após a Secretaria Nacional de Transplante aprovar a solicitação do paciente, é condido inicialmente MELD 20, e depois de algum tempo, o MELD sobe podendo chegar a 29 pontos em 6 meses. Através desse sistema, o paciente consegue chegar a frente na fila do transplante.

Saiba quando o Transplante de Fígado é indicado clicando aqui!

Esses pacientes estão furando fila?

Não, porque ele corre mais risco de mortalidade do que os outros pacientes. Então é um benefício? Também não. Não é nada além do que ser justo com o paciente e dar um tratamento igual aos outros.

Os outros pacientes ganham pontos por conta da função do fígado, já esses pacientes ganham por conta do risco de mortalidade.

Sobre o(a) Autor(a)
O Dr. Glauco Perticarrari atua clinicamente como cirurgião do Aparelho Digestivo, com enfase em transplante hepático e cirurgia hepatobileopancreatica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 29 / 06 / 22
A hepatectomia, conhecida também como ressecção hepática, é a cirurgia de retirada parcial ou da totalidade do fígado. Entenda quando o procedimento é indicado!
Ler Mais
 | 01 / 06 / 22
A biópsia hepática tem como objetivo analisar, por meio de um microscópio, as estruturas internas do fígado. Entenda como é feito o procedimento!
Ler Mais
1 2 3 38

Clínica Hepatogastro© 2022 Direitos Reservados – Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Última atualização: 29/06/2022 às 16:28
Agende sua Consulta
magnifiercross