Clínica Hepatogastro

Recebeu o diagnóstico de colite ulcerativa? Entenda as causas da doença

Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira14/04/2023
Tempo de leitura: 2 minutos
Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira
14/04/23
Sumário

Colite ulcerativa é uma condição inflamatória que acomete a mucosa do intestino grosso (reto e cólon) podendo ser acompanhada por úlcera no cólon. Mas o que pode causar essa doença? Quais os sintomas e como tratar?

Recebeu O Diagnostico De Colite Ulcerativa Entenda As Causas Da Doenca Hepatogastro Bg
Recebeu O Diagnóstico De Colite Ulcerativa? Entenda As Causas Da Doença 2

Se você foi diagnosticado com colite ulcerativa, explicaremos mais detalhes no artigo de hoje. Acompanhe a seguir!

O que pode causar colite ulcerativa?

Não existe uma causa exata para o desenvolvimento da colite ulcerativa. Acreditavam que havia a possibilidade de o estresse e a dieta estarem relacionados com a doença, porém, atualmente, sabe-se que são apenas agravantes e não necessariamente a causa.

Desta forma, o distúrbio do sistema imunológico, isto é, a resposta anormal imunológica que faz com que ele afete as células do organismo, pode ser considerado como uma das possíveis causas do problema.

E quais são os sintomas de colite ulcerativa?

Um dos sintomas mais aparentes e comuns é a perda de sangue pelo ânus, além de outros sinais como:

  • Diarreia;
  • Muco;
  • Pus;
  • Vontade frequente de evacuar;
  • Dor abdominal.

Geralmente, esses são indícios de casos mais graves da doença. Quando em sua fase aguda, o indivíduo também pode apresentar febre, perda de peso, anemia, dor articular e outras complicações, como por exemplo, perfuração no intestino. 

Como o diagnóstico é obtido?

Uma das formas de diagnosticar a doença é via endoscópica, com a introdução de um tubo no reto que permite a visualização do local para confirmar a presença da colite, pelo exame chamado retosigmoidoscopia.

Também é importante para o diagnóstico a colonoscopia, exame que verifica a região do intestino grosso e sua junção ao intestino delgado.  

Por sua vez, os exames de sangue podem ajudar a detectar outras condições associadas à colite ulcerativa, como anemia, deficiência de ferro e carência de albumina, que é uma proteína que se perde devido à ferida no intestino e produção de muco em excesso.

Como funciona o tratamento?

Não há um tratamento que possa curar efetivamente a doença, mas é possível amenizar os sintomas e induzir a remissão dos mesmos. Isso é feito por meio de medicamentos indicados de acordo com o grau de colite ulcerativa do paciente.

Vale lembrar que o tratamento dependerá da extensão da doença, bem como da gravidade de crises anteriores, se algum tratamento efetuado surtiu efeito e o tempo de remissão.

O paciente também é encorajado a realizar determinadas mudanças em sua dieta, com o objetivo de proteger o intestino. Assim sendo, devem ser evitados alimentos como: leite, temperos picantes, fermentados como vinho ou cerveja, fritura, entre outros.

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira | Hepatogastro

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira

CRM: 174843 | RQE : 94248 - Cirurgia do aparelho digestivo
O Dr. Marcos Gouveia tem foco em Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além de procedimentos minimamente invasivos do estômago, intestino e de hérnias da parede abdominal.
Acessar currículo

Compartilhe nas redes sociais:

TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

teste

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Clínica Hepatogastro © 2024 Direitos reservados
Última atualização: 11/04/2024 às 16:40
Ligue para agendar
Agende sua Consulta
magnifiercross