Foto do Dr. Rodrigo Rocco.

Dr. Rodrigo Rocco

 

O que são as Hepatites virais?

Existem vários tipos de hepatites virais, mas nesse post vamos falar especificamente das hepatites A, B e C.

Quais as principais causas de câncer no fígado? Clique aqui e saiba mais!

Hepatite A

A importância da hepatite A é porque se trata de uma doença endêmica no Brasil mesmo em tempos atuais. Existem vários casos ao longo do ano de uma forma bastante periódica. Nos últimos três anos tiveram alguns surtos, principalmente nos períodos de março a junho de 2017, 2018 e um pouco menos em 2019.

Transmissão da hepatite A

É uma doença transmitida por alimentos contaminados ou águas contaminadas por fezes humanas que tenham a presença do vírus.

O fato de não terem saneamento básico passa a ser um risco muito grande para a contaminação e a proliferação da hepatite A.

Crianças com hepatite A

Quando as crianças são acometidas, a situação é bastante simples e possui rápida resolução sem gerar grandes problemas.

Adultos com hepatite A

Porém, quando os adultos são acometidos, a situação é muito mais sintomática gerando:

  • mal-estar intenso;
  • icterícia durante 30 e 45 dias.

Tratamento para hepatite A

Infelizmente não temos remédio para tratar hepatite A. Portanto, é muito importante que os pacientes tenham bastante cuidado na hora de manusear alimento e consumir água, que a princípio deve ser potável.

Prevenção da hepatite A

Além das citadas acima, também existe outra forma de prevenir essa doença e é por meio da vacina disponibilizada em postos de saúde do SUS.

Elas já são administradas para todas as crianças, porém, os adultos que possuem entre 25 e 50 anos não tiveram a possibilidade de tomar a vacina e também eles passaram por um período da industrialização dos grandes centros que não tiveram tanto contato com o vírus da hepatite e por isso são pessoas suscetíveis.

Consulte o seu médico!

Por conta do que foi explicado acima, vale a pena questionar o seu médico e pedir uma sorologia. Caso você não tenha, vale a perna ser vacinado porque isso lhe protege de um quadro de inflamação do fígado bastante importante.

Hepatites B e C

Transmissão das hepatites B e C

Essas hepatites estão relacionadas com o contato do sangue contaminado. Portanto, essas doenças são bastante frequentes quando falamos de relação sexual e compartilhamento de objetos.

Hoje em dia, um dos grandes problemas está relacionado com os usuários de drogas que compartilham seringas de aplicação ou canudo de aspiração e cocaína.

E também, pacientes que utilizam os trabalhos de manicures e pedicures devem ter seus próprios materiais. Portanto, usem apenas a mão de obra das profissionais e levem esmalte, alicate de unha, cortador de unha, afastador de cutícula, base, tudo o que precisar para fazer as unhas.

Tratamento das hepatites B e C

Atualmente, os tratamentos para essas doenças são muito bons e estão disponíveis pelo SUS. Porém, é mais importante entender os mecanismos de transmissão e preveni-los.

Sintomas das hepatites B e C

Tanto a hepatite B quanto a Hepatite C são completamente assintomáticas. As pessoas que têm o vírus, não sabem que têm o vírus e acabam contaminando outras pessoas.

Se você nunca testou para essas hepatites, seria interessante pedir para o seu médico a sorologia de hepatite e analisar se você é suscetível ou não.

Prevenção das hepatites B e C

Além das medidas de prevenção citadas no tópico de transmissão, existe vacina para hepatite B, porém, para a hepatite C não há.

Tratamento para hepatites B e C

Saiba que o tratamento para essas hepatites é bastante seguro, eficaz, de curto prazo e com alta taxa de resolução.

Quais as causas da cirrose hepática? Clique aqui e saiba mais!

Caso você ou um conhecido tenha alguma dessas hepatites virais, deixe nos comentários.

Até a próxima!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agendar Consulta.