Clínica Hepatogastro

O que é Lactase e qual a sua função no organismo?

Atualizado em 30/07/2021
Tempo de leitura: 3 min.

A lactase é uma enzima presente naturalmente no corpo humano. Ela é responsável por fazer a digestão da lactose, o açúcar presente no leite, a fim de possibilitar que seja devidamente absorvido pelo corpo, evitando transtornos digestivos.

A Imagem Mostra Um Garoto Bebendo Leite.
O Que É Lactase E Qual A Sua Função No Organismo? 2

O açúcar comum que compramos no supermercado é proveniente da cana. Mas você sabia que ela não é a única a produzir essa substância? Outros alimentos também contêm naturalmente o açúcar, como as frutas e o leite, composto pela lactose, que é digerida pela lactase.

A lactase é produzida pelo organismo e precisa estar presente na quantidade certa para garantir uma boa digestão desse açúcar presente no leite. Isso evita sintomas e desconfortos, como a diarreia e a distensão abdominal.

Neste artigo você vai aprender um pouco mais sobre a lactase e como ela atua no organismo, conferindo sua importância para manter o equilíbrio da saúde. Continue lendo e veja:

O que é lactase e para que ela serve?

Entre outras substâncias, o leite é composto pela lactose, um tipo de açúcar encontrado naturalmente nesse alimento. Porém, as moléculas da lactose são muito complexas e em seu estado natural e não podem ser absorvidas pelo intestino, precisando da intervenção da lactase.

A lactase é uma enzima produzida pela mucosa do intestino delgado. A função dela é interagir com as moléculas de lactose para sofrerem hidrólise, sendo decompostas e convertidas em glicose e galactose. Com isso, essas moléculas ficam menores, digamos assim, e podem ser absorvidas pelo intestino, garantindo que sejam aproveitadas pelo corpo.

O que é suplementação de lactase?

Para que a lactose seja decomposta adequadamente é preciso que o organismo produza a quantidade ideal da lactase, mas isso não acontece com todas as pessoas. Algumas produzem uma baixa quantidade da enzima, o que gera uma deficiência.

Quadros como esse fazem com que a moléculas de lactose sigam diretamente para o intestino grosso, desencadeando transtornos digestivos que caracterizam o quadro não só de insuficiência de lactase, mas também de intolerância à lactose.

A suplementação consiste em oferecer ao organismo a lactase manipulada em forma de medicamentos. Assim, a necessidade do corpo é suprida garantindo que a digestão da lactose será feita adequadamente, a fim de evitar os desconfortos que a intolerância provoca.

Quais são as consequências da deficiência de lactase?

Em pessoas com deficiência de lactase, como explicamos, a lactose segue diretamente para o intestino grosso. Ali, ela sofre um processo de fermentação realizado pelas bactérias presentes naturalmente no intestino. No entanto, como esse açúcar não deveria estar ali, isso gera diversos sintomas, como:

  • náuseas;
  • vômito;
  • inchaço abdominal;
  • cólicas;
  • dores abdominais;
  • flatulência;
  • diarreia volumosa e mal cheirosa.

Algumas pessoas já nascem com intolerância à lactose; outras podem desenvolver esse problema ao longo da vida, ficando gradativamente intolerantes ao açúcar do leite; e há, também, aquelas com quadros transitórios, desencadeados, por exemplo, por uma lesão na mucosa intestinal.

Por isso, os sintomas podem ser mais ou menos intensos para cada uma delas. De toda forma, eles se manifestam algumas horas depois de ingerir o leite ou seus derivados. É importante que o quadro seja diagnosticado e tratado adequadamente para não desencadear complicações à saúde, como desidratação ou má absorção de nutrientes, em função da diarreia.

Também para que não prejudique a qualidade de vida da pessoa ou interfira em suas relações sociais. Afinal, quem tem intolerância à lactose pode manifestar os sintomas mesmo ingerindo poucas quantidades desse açúcar.

Como você pôde ver, a lactase é uma enzima muito importante e está relacionada com os quadros de intolerância à lactose. Sendo assim, na manifestação de sintomas após a ingestão de leite ou seus derivados é preciso consultar um gastroenterologista para fazer uma investigação mais detalhada.

O que achou do conteúdo? Deixe seu comentário!

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 28 / 07 / 21
O câncer do aparelho digestivo representa uma grande fração de todos os tumores humanos. Entenda as causas e descubra quais são os tipos de tumores.
Ler Mais
 | 05 / 05 / 21
Conheça um pouco mais sobre a especialidade da gastroenterologia. Saiba quais problemas ela trata e quando é necessário se consultar com um gastroenterologista.
Ler Mais
1 2 3 19
Clínica Hepatogastro
Redes Sociais
Av. Presidente Juscelino
Kubitschek, 1545 conj. 31
Itaim – São Paulo/SP
(11) 3437-3228
Rua José Janarelli, 199
conj 105 – Morumbi-SP
(11) 3721-1300
Atenção: O site  www.hepatogastro.com.br  é um espaço que visa melhorar o acesso dos pacientes a informações importantes sobre saúde. Não deve ser utilizado como um substituto de uma avaliação completa, durante consulta médica.

Clínica Hepatogastro© 2021 Direitos Reservados – Desenvolvido em WordPress por SuryaMKT

Última atualização: 19/10/2021 às 14:09
magnifiercross