Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
 Cv Lattes   Google Scholar
CRM: 143673 SP
Atualizado em 10/08/2020 Atualizado em 10/08/2020

Quais Problemas Gastrointestinais são mais comuns em crianças?

As crianças podem desenvolver uma diversidade de distúrbios digestivos. Todos os distúrbios digestivos envolvem vários níveis de dor, vômitos ou alterações do apetite e do funcionamento dos intestinos. O desafio dos pais é fornecer informações que ajudem o médico a distinguir doenças graves de não graves e, em alguns casos, ajudar os filhos a se adaptarem a doenças crônicas que necessitam de assistência médica praticamente constante. Confira quais problemas digestivos são mais comuna na fase infantil!

 

Gastroenterite

A gastroenterite é uma infeção intestinal, que afeta o estômago e o intestino. Inicialmente, manifesta-se através de perda de apetite e vômitos e, após 24 horas, também aparece diarreia. O problema mais grave da gastroenterite é a perda de líquidos e sais minerais expulsos nos vômitos.

 

Hérnias

É a protrusão de uma porção de um órgão ou de vários órgãos através de uma abertura anormal. O risco da herniação é de prejudicar a circulação e de que os órgãos salientes invadam outras estruturas orgânicas.

 

Refluxo gastroesofágico

É o retorno do conteúdo gástrico ao esôfago, decorrente de uma diminuição da função de uma válvula (esfíncter) que se localiza entre o esôfago e o estômago, podendo se exteriorizar clinicamente através do vômito e/ou regurgitação (golfadas), ou por outros sintomas, tais como, anemia, falta de apetite, dificuldade de ganho de peso, irritabilidade, azia, enjôo, dor ou queimação no peito.

 

Apendicite

A apendicite é uma inflamação do apêndice causado por uma infecção. Quando falamos de apendicite em crianças, sabemos que esse problema não costuma surgir antes dos 3 anos de idade. O apêndice se encontra no intestino grosso e é um pequeno tubo cuja função ainda não está muito clara.

Quando acontece essa infecção, é necessário retirá-lo. A principal complicação pode aparecer no caso de acontecer a ruptura do apêndice, já que pode provocar uma forte infecção que afeta o intestino da criança.

O tratamento desse problema envolve uma cirurgia que não traz riscos e é possível levar uma vida totalmente normal depois dessa cirurgia. Graças a tecnologia e a cirurgia laparoscópica, a cicatriz não é grande e a recuperação é rápida.

× Agendar Consulta.