Clínica Hepatogastro

O que causa uma doença inflamatória intestinal?

Atualizado em 15/09/2021
Tempo de leitura: 3 min.

A doença inflamatória intestinal é provavelmente causada por uma reação inadequada do sistema imunológico às bactérias naturais do intestino. Essa reação leva à manifestação de um processo inflamatório que causa crises ao longo de toda a vida. 

O Que Causa Uma Doenca Inflamatoria Intestinal Clinica Hepatogastro Bg 1
O Que Causa Uma Doença Inflamatória Intestinal? 2

A doença inflamatória intestinal é uma doença crônica que pode afetar diferentes partes do intestino. Ela gera preocupação porque provoca crises ao longo de toda a vida, desequilibrando o funcionamento normal do intestino. 

Como o intestino é responsável pela absorção de nutrientes, quando a pessoa não faz o tratamento da doença inflamatória ela pode desenvolver complicações, como carências nutricionais, perda de peso e sangramentos. 

Mas o que provoca esse processo inflamatório? Continue lendo para conferir a resposta dessa pergunta entre outras informações importantes. 

As causas da doença inflamatória intestinal 

A doença inflamatória intestinal, também chamada de DII, é considerada um problema crônico que geralmente se manifesta entre os 14 e os 24 anos de idade. Entretanto, pode atingir indivíduos de qualquer faixa etária. 

Esse processo inflamatório ainda não tem as suas causas muito bem definidas, mas é sabido que existem pessoas que apresentam uma predisposição para as inflamações. Isso sugere que o sistema imunológico reage de uma forma exagerada à presença das bactérias que compõem naturalmente na flora intestinal. 

Ou seja, os próprios mecanismos de defesa do organismo da pessoa começam a atacar os tecidos intestinais, como uma reação à presença dos micro-organismos. Além disso, as crises podem ser desencadeadas por alguns alimentos específicos, como o leite e seus derivados, o que varia, portanto, de pessoa para pessoa.

Sintomas de doença inflamatória intestinal

Existem diferentes doenças inflamatórias do intestino. As duas principais são a doença de Crohn e a colite ulcerativa. Elas apresentam alguns sintomas parecidos, porém, são problemas afetam o  intestino de maneira diferente. 

No caso da doença de Crohn, pode acometer qualquer parte do trato digestivo, então, não fica restrita apenas ao intestino, mas pode ocorrer desde a boca até o ânus. Já no caso da colite ulcerativa, ela afeta principalmente o intestino grosso. 

Em relação aos sintomas, as doenças inflamatórias do intestino provocam:

  • diarreia;
  • dor abdominal;
  • perda de peso;
  • desnutrição;
  • cansaço;
  • fraqueza;
  • constipação;
  • sangramentos retais. 

Lembrando que cada doença inflamatória tem os seus sintomas característicos, e eles costumam ser intensos conforme o problema é mais grave. Nas manifestações mais leves ocorrem alterações no funcionamento do intestino e dores abdominais, principalmente. 

Outro detalhe importante é que a doença inflamatória intestinal muitas vezes desencadeia sintomas que vão além do sistema digestivo, afetando partes do corpo como:

  • olhos;
  • boca;
  • pele;
  • fígado;
  • articulações;
  • vesícula biliar.

Tratamento das inflamações intestinais

Como explicamos, a doença inflamatória intestinal é um problema crônico que vai acompanhar o indivíduo durante toda a sua vida. Isso porque ainda não existe cura para essa condição, mas é possível evitar que as crises aconteçam. 

Uma das formas de fazer isso é observar quais são os gatilhos dessas crises. Por exemplo, no caso da alimentação, identificar os alimentos que favorecem a doença inflamatória é importante para adequar a dieta e evitar os sintomas. 

Também é possível fazer o tratamento dessa doença com o uso de medicamentos que ajudam a reduzir o processo inflamatório, ou outros que minimizem a resposta do sistema imunológico. Esses remédios podem ser receitados durante a crise ou para uso contínuo. Existem remédios que são mais antigos tomados por boca diariamente e outros mais modernos usados em situações específicas, de forma injetável, mas que controlam a DII de uma forma mais efetiva. 

Existem, também, cirurgias realizadas com o intuito de remover as partes do intestino que foram afetadas. Elas são recomendadas em especial quando existe algum tipo de complicação, ou quando os medicamentos não estão surtindo o efeito esperado. 

A cirurgia pode promover um bom alívio das crises por bastante tempo, porém, não significa que a doença foi curada, afinal, como dito, se trata também de uma resposta do sistema imunológico. Sendo assim, a tendência é de que a inflamação volte em algum dado momento.

De toda forma, é essencial tratar a doença inflamatória intestinal, uma vez que ela pode favorecer a manifestação do câncer. Portanto, devemos ter atenção com sintomas e desconfortos e buscar ajuda médica quando eles ocorrerem, a fim de adequar a dieta e o estilo de vida para evitar as crises e complicações. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 23 / 03 / 21
A colonoscopia é um exame de imagem realizado através de um colonoscópio introduzido pela região anal. Saiba como funciona o preparo.
Ler Mais
 | 02 / 03 / 21
A retocolite ulcerativa é classificada como doença inflamatória intestinal. Saiba quais são os sintomas, diagnóstico e fatores de risco!
Ler Mais
1 2 3 8
Clínica Hepatogastro
Redes Sociais
Av. Presidente Juscelino
Kubitschek, 1545 conj. 31
Itaim – São Paulo/SP
(11) 3437-3228
Rua José Janarelli, 199
conj 105 – Morumbi-SP
(11) 3721-1300
Atenção: O site  www.hepatogastro.com.br  é um espaço que visa melhorar o acesso dos pacientes a informações importantes sobre saúde. Não deve ser utilizado como um substituto de uma avaliação completa, durante consulta médica.

Clínica Hepatogastro© 2021 Direitos Reservados – Desenvolvido em WordPress por SuryaMKT

Última atualização: 22/09/2021 às 17:34