Clínica Hepatogastro

Diferença na recuperação entre a cirurgia robótica e convencional

Por Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio29/12/2020
Tempo de leitura: 2 minutos
Por Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
29/12/20
Sumário

Atualmente existem três maneiras de realizar as cirurgias do aparelho digestivo: a cirurgia convencional, a cirurgia laparoscópica e a cirurgia robótica.

De maneira geral, o resultado final de todas essas cirurgias tende a ser muito parecido porque o objetivo do procedimento é que o paciente tenha aquela doença tratada. Porém, as diferenças são as seguintes:

Cirurgia convencional

A cirurgia convencional é feita através de um corte grande e acaba gerando, além do ponto de vista estético, uma inflamação que mais tarde será cicatrizada. Desta forma, a recuperação tende a ser mais lenta, com mais sangramento e mais dor.

Cirurgia laparoscópica

Há cerca de 30 anos, inventaram o que a gente chama de cirurgia laparoscópica, onde é feito um corte pequeno geralmente na região do umbigo. Após isso, injeta-se ar na barriga na pessoa e uma câmera de vídeo é inserida. E outros cortes são feitos para que seja possível inserir os instrumentos, e através da câmera a cirurgia pode ser iniciada com o cirurgião observando a região através de uma televisão.

No caso dessa cirurgia, além de eliminar um grande corte, a recuperação é feita de forma mais rápida e a cicatrização é mais fácil.

Essa foi a maneira mais habitual de fazer cirurgia em qualquer órgão do aparelho digestivo, ou seja, de esôfago, de estômago, de fígado, de pâncreas, de intestino, cirurgias de hérnia, de obesidade.

Porém, notou-se que era difícil utilizar os instrumentos de laparoscopia em algumas cirurgias, ou porque a cirurgia era muito longa ou muito complicada ou não dava tanto benefício para o paciente em comparação com a cirurgia convencional.

Cirurgia robótica

Por conta do que foi citado acima, há cerca de 10 anos, foi inventada uma técnica ainda mais moderna, que é a cirurgia robótica. Nessa cirurgia, o cirurgião opera um robô e o robô opera o paciente.

As grandes vantagens disso é que o cirurgião tem uma visualização melhor, é mais preciso, sangra menos e a recuperação é melhor do que a cirurgia laparoscópica.

Nas cirurgias maiores que demoram muitas horas, como as de cânceres, as vantagens em relação à cirurgia laparoscópica são vistas em nosso dia a dia.

Resumindo, a cirurgia robótica vai dar mais precisão com uma recuperação mais simples, menos dolorosa e mais rápida do que a cirurgia laparoscópica. E a cirurgia laparoscópica vai dar mais precisão com uma recuperação mais simples, menos dolorosa e mais rápida do que a cirurgia convencional.

Se você tiver qualquer dúvida, entre em contato conosco. Se possível, siga o nosso canal no Youtube e nos acompanhe nas redes sociais.

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira | Hepatogastro

Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio

CRM: 143673 | RQE : 58423 - Cirurgia do aparelho digestivo
O Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio é Mestre e Doutor em Cirurgia. Pós-doutorado e Fellow nos Estados Unidos. Especialista em Cirurgia Digestiva e Videocirurgia. Atua como cirurgião do aparelho digestivo, com ênfase em cirurgia de fígado, pâncreas e vias biliares.
Acessar currículo

Compartilhe nas redes sociais:

TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

teste

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Clínica Hepatogastro © 2024 Direitos reservados
Última atualização: 23/05/2024 às 15:27
magnifiercross