Como é feito o exame de Colonoscopia e qual a sua função?

Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira
Sumário

Semelhante à endoscopia, a colonoscopia é um exame que avalia por meio de imagens as paredes internas do intestino grosso, sendo um exame indolor e indicado para a prevenção de doenças que podem acometer o órgão.

Como E Feito O Exame De Colonoscopia E Qual A Sua Funcao Hepatogastro Bg
Como É Feito O Exame De Colonoscopia E Qual A Sua Função? 2

Quer entender como funciona o procedimento e qual o seu objetivo? Continue acompanhando o artigo que preparamos a seguir!

Como funciona a Colonoscopia?

Conforme dito, a colonoscopia ou endoscopia digestiva baixa, como também pode ser chamada, é responsável por observar o intestino grosso, assim como o reto e até mesmo, analisar alguns centímetros da parte final do intestino delgado. 

Em geral, o procedimento é feito pelo médico gastroenterologista ou endoscopista. O paciente é sedado e as paredes internas, revestidas de mucosa, são filmadas e avaliadas por meio do colonoscópio. Esse é um aparelho flexível e fino que apresenta o formato de um tubo, contém uma luz, uma câmera em sua ponta e um canal, que permite a passagem de pinças para realização de biópsias e procedimentos.

A câmera e a luz são os fatores que auxiliam no registro das imagens internas e as transmitem em uma tela para observação médica.

Vale ressaltar, também, que uma das principais funções da colonoscopia é a prevenção de lesões intestinais, pois ela é fundamental para o rastreio do câncer colorretal, mesmo que o paciente seja assintomático. Além disso, realiza biópsias, retirada de pólipos ou pequenas lesões. 

Afinal, para que serve a Colonoscopia?

A função da colonoscopia é diagnosticar as enfermidades que podem acometer o intestino grosso ou reto. Na maioria das vezes, o exame é indicado para indivíduos que apresentam sintomas como:

  • Dor abdominal;
  • Estufamento;
  • Desconforto;
  • Sangramento nas fezes;
  • Perda de peso sem motivo aparente;
  • Mudança no formato das fezes.

Entre as principais doenças que podem ser diagnosticadas pelo exame estão os pólipos, que podem crescer de maneira anormal no intestino, retocolite ulcerativa, doença de Crohn e câncer colorretal, que é um dos mais comuns e com potencial de cura quando descoberto em fase inicial.

Quando é indicada a Colonoscopia?

Se não houver um histórico familiar, o exame é recomendado a partir dos 45 anos de idade. E para quem já teve algum familiar com doenças que acometem o intestino, o ideal é que o exame seja realizado dez anos antes da idade do caso índice, geralmente antes dos 40 anos. Em algumas doenças familiares raras, esse rastreio é iniciado ainda na adolescência.

Pode ser indicado também como um método terapêutico, por realizar a cauterização dos vasos sanguíneos que podem apresentar descompressão de volvo intestinal ou sangramento. 

O preparo para o exame

Antes de realizar o procedimento, o paciente precisa estar com o cólon totalmente limpo. Isso significa que não deve haver nenhum resíduo de alimentos ou de fezes. Mas, para essa limpeza é necessário uma preparação específica, que deve começar cerca de dois dias antes do exame.

Assim, é indicada uma dieta leve para facilitar a digestão e o paciente deverá ingerir apenas alimentos como: arroz, peixe, ovos cozidos, iogurte sem pedaços de frutas, entre outros.

Além disso, 24 horas antes, deve ser mantida uma dieta líquida evitando a produção de resíduos no intestino. São recomendados laxativos para a limpeza intestinal, seguindo as orientações médicas.  

Caso o paciente faça o uso de alguma medicação como AAS, anticoagulantes ou insulina, ele pode ser orientado a suspendê-las (siga as orientações do seu médico). Também é importante que ele leve um acompanhante no dia do exame, uma vez que ficará sonolento logo depois e não será possível dirigir ou trabalhar nesse período.

Lembre-se que é de extrema importância realizar o exame, caso ele seja indicado pelo médico, para a prevenção de doenças que possam gerar complicações maiores.

O conteúdo foi esclarecedor? Se houver alguma outra dúvida sobre o assunto, deixe um comentário abaixo!

Veja mais sobre o exame no vídeo abaixo:

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira | Hepatogastro

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira

CRM: 174843 | RQE : 94248 - Cirurgia do aparelho digestivo
O Dr. Marcos Gouveia tem foco em Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além de procedimentos minimamente invasivos do estômago, intestino e de hérnias da parede abdominal.

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

teste

Impacto psicológico da Síndrome do Intestino Irritável

19/06/2024
Descubra como o estresse, a ansiedade e a depressão impactam a Síndrome do Intestino Irritável e aprenda estratégias para gerenciar essas condições. Explore a conexão entre saúde mental e gastrointestinal e descubra técnicas para melhorar sua qualidade de vida. Entenda mais sobre esse assunto lendo o texto abaixo! A Síndrome do Intestino Irritável é uma […]
Leia mais

Quem tem doença celíaca tem mais propensão a ter problemas hepáticos?

07/05/2024
Explore as relações entre doença celíaca e problemas hepáticos. Discutimos elevações de enzimas, esteatose e riscos de doenças autoimunes.
Leia mais

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Clínica Hepatogastro © 2024 Direitos reservados Atualizado em: 31/07/2023
magnifiercross