Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
 Cv Lattes   Google Scholar
CRM: 143673 SP
Atualizado em 02/02/2021 Atualizado em 02/02/2021

Cirurgia de Refluxo gastroesofágico: quem precisa?

A doença do refluxo gastroesofágico é extremamente comum. Um estudo aponta que 1 (um) a cada 3 (três) adulto vai ter ou tem essa doença.

O refluxo se manifesta mais comumente com a presença de queimação ou azia.

Como diminuir os sintomas do refluxo gastroesofágico?

Existem diversos tratamentos para a doença do refluxo gastroesofágico, como:

  • mudança nos hábito alimentares;
  • evitar substâncias que piorem a presença do refluxo;
  • fazer o uso de medicamentos (mais conhecido: omeprazol)

É importante que o paciente procure um médico especialista na área que possa orientar o que é necessário modificar na rotina ou se precisa tomar algum medicamento.

Normalmente, a doença do refluxo gastroesofágico não tem cura, apenas pode ser controlada com as medidas citadas acima, a fim de diminuir os sintomas de azia e queimação.

Quando a cirurgia para refluxo gastroesofágico é indicada?

Hoje em dia, os tratamentos disponíveis com remédios são extremamente efetivos. Porém, existem três situações controversas:

a pessoa tem vários ataques de refluxo, usou diversos medicamentos e não consegue mais controlar a doença;

– a pessoa consegue controlar o refluxo tomando medicamentos, mas quando para, os sintomas voltam. Nesse caso, o paciente terá que tomar medicamentos para toda a vida;

– a pessoa não consegue controlar a doença mesmo tomando medicamentos.

Nesses casos, a cirurgia quando bem executada e com os cuidados adequados, tem um resultado muito bom e melhora da qualidade de vida do paciente.

Caso você se enquadre em alguma dessas situações, procure um cirurgião especializado e veja como a cirurgia poderá ser feita e como será a recuperação.

0 comentários

× Agendar Consulta.