Clínica Hepatogastro

5 alimentos que podem ajudar no bom funcionamento do sistema digestivo

Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira09/02/2024
Tempo de leitura: 5 minutos
Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira
09/02/24
Sumário

Os alimentos que podem ajudar no bom funcionamento de todo o sistema digestivo são aqueles que favorecem a digestão, não sobrecarregam o fígado, o pâncreas e contribuem com os movimentos peristálticos do intestino. Aqueles ricos em fibras são um bom exemplo.

A Imagem Ilustra Um Sistema Digestivo
5 Alimentos Que Podem Ajudar No Bom Funcionamento Do Sistema Digestivo 2

Quando falamos em sistema digestivo é muito comum as pessoas pensarem apenas no estômago, mas ele é somente um dos órgãos que trabalham na digestão dos alimentos. Esse processo tem início ainda na boca e segue por todo o sistema até finalizar no intestino grosso. 

Alguns alimentos favorecem muito o funcionamento adequado do sistema digestivo, por isso, eles precisam ser incluídos no cardápio e garantir que todos os órgãos se mantenham saudáveis e funcionando bem. Além disso, vai garantir a boa absorção dos nutrientes para manter o equilíbrio da saúde. 

Quer saber quais são esses alimentos que você precisa acrescentar a sua dieta? Então continue lendo e confira:

Como o sistema digestivo funciona?

O sistema digestivo tem o importante papel de aproveitar os nutrientes que compõem os alimentos que ingerimos. Ele é composto por diversos órgãos, cada qual com a sua função, sendo:

  • boca;
  • faringe;
  • esôfago;
  • estômago;
  • intestino delgado;
  • intestino grosso;
  • ânus.

Existem ainda outros órgãos que também participam do processo de digestão, liberando substâncias que vão favorecer esse processamento dos alimentos. O fígado, por exemplo, produz a bile, mas ela é armazenada e liberada pela vesícula. 

Também não podemos esquecer do pâncreas, que é responsável pela função no processo digestivo, além de manter o controle metabólico. Inclusive, esse órgão produz e secreta a insulina, fundamental para garantir o bom aproveitamento da glicose.

Conforme explicamos, o processo de digestão se inicia na boca. Enquanto os dentes trituram os alimentos, as glândulas salivares secretam a saliva para dissolver alguns nutrientes; também para umedecer e formar um bolo com a consistência adequada para ser deglutido, passando pela faringe e o esôfago. 

O estômago é o órgão do aparelho digestivo que vai armazenar os alimentos deglutidos e acrescentar a eles o suco gástrico. Essa substância é fundamental para que as proteínas sejam digeridas, a fim de dar continuidade ao processo de digestão. 

Gradativamente o estômago libera os alimentos misturados ao suco gástrico para que continuem caminhando pelo tubo digestivo. O intestino delgado é a primeira porção do intestino. A parte dele que faz ligação com o estômago é chamada de duodeno.

Nessa parte do sistema digestivo o suco pancreático chamado tripsina continua o processo de digestão das proteínas. O pâncreas também secreta a amilase, que faz a digestão do amido. É ainda no intestino delgado, mais precisamente no duodeno, que as gorduras serão digeridas com auxílio da bile. E ainda, alguns açúcares passam pelo processo de digestão, entre outras reações. 

Continuando, os alimentos vão seguir para o intestino grosso, onde acontece principalmente a absorção da água presente nesse bolo alimentar. Assim formam-se as fezes com a sua textura pastosa, por causa dessa ligeira desidratação. Por fim, chegam ao reto e são eliminadas do organismo.

Quais alimentos favorecem o sistema digestivo?

Como você pôde ver, o sistema digestório é bastante complexo, composto por vários órgãos e tendo suporte de ainda outros para processar os alimentos. Em cada uma de suas partes acontecem reações diferentes, e é por isso que precisamos garantir o seu bom funcionamento

Cada um desses agentes precisa trabalhar em equilíbrio para garantir que as etapas da digestão aconteçam adequadamente. Sendo assim, o que vai contribuir para essa harmonia são os alimentos que nós inserimos em nossa dieta

Existem aqueles que trazem prejuízos para o sistema digestivo, mas também quais são compostos por substâncias e nutrientes que contribuem com o bom funcionamento dele. São vários exemplos que podemos citar, mas escolhemos cinco especiais por causa do seu forte impacto em todo esse processo. Veja a seguir quais são eles e de que maneira beneficiam a digestão.

1. Ricos em fibra

Existem dois tipos diferentes de fibra. As solúveis são aquelas que fazem o organismo absorver os carboidratos de uma forma mais lenta, com isso, conseguimos evitar os picos de glicose e também controlar o diabetes. Esse tipo de fibra ajuda a reduzir a absorção de gorduras nocivas para a saúde, e são encontradas nas frutas, aveia, feijão e outras leguminosas

O outro tipo são as fibras insolúveis. Elas aumentam o volume do bolo fecal e também contribuem com a motilidade do intestino, evitando a constipação. Estão presentes em alimentos integrais, grãos, cereais e legumes.

2. Probióticos

Os probióticos são alimentos que contêm microrganismos vivos que contribuem positivamente com a saúde do sistema digestivo. Quando eles são ingeridos estimulam a colonização de bactérias boas presentes no intestino, fazendo com que a flora intestinal fique equilibrada

Ao mesmo tempo em que favorecem os micro-organismos bons, probióticos evitam que as bactérias nocivas se proliferem; e ainda, contribuem para que a metabolização dos carboidratos aconteça de forma mais eficiente. Alguns probióticos que você pode acrescentar a sua dieta são o iogurte e o Kefir.

3. Banana

Algumas pessoas têm o hábito de comer uma banana em suas refeições, e essa é uma prática muito benéfica porque essa fruta ajuda no processo de digestão e evita irritações no estômago

Seus efeitos benéficos acontecem porque ela é rica em diversos nutrientes, como potássio, vitamina A e C, além de fibras. Uma banana entre as refeições pode ajudar a controlar a gordura no sangue e os níveis de açúcar.

4. Abacaxi

O abacaxi é mais uma fruta que as pessoas têm o hábito de ingerir acompanhando as refeições. Churrascarias, por exemplo, costumam oferecer aos clientes fatias de abacaxi. Isso se dá porque ele contém uma enzima que atua principalmente no estômago, facilitando a digestão

Essa fruta contribui com a quebra de alguns nutrientes, como as gorduras e as proteínas, favorecendo a metabolização delas, bem como a sua absorção. Além disso, o abacaxi consegue reduzir a sensação de estômago pesado depois das refeições.

5. Azeite

O azeite vegetal é apontado como um dos melhores alimentos para acrescentar ao cardápio. Ele traz diversos benefícios para a saúde, inclusive contribuindo para controlar o colesterol ruim e aumentar os índices de colesterol bom. Outro benefício que proporciona é em relação ao processo digestivo. 

Por ser uma gordura saudável, o azeite contribui para melhorar a secreção da bile; com isso, todas as gorduras são metabolizadas de uma forma mais fácil e a vesícula e o pâncreas são beneficiados, se mantendo saudáveis.

Acrescentar os alimentos certos a sua dieta é fundamental para que o processo digestivo aconteça sem nenhum problema. Não se esqueça de que são vários órgãos que participam dele, por isso, uma boa alimentação vai garantir a saúde de várias partes do seu corpo, aumentando sua qualidade de vida.

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira | Hepatogastro

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira

CRM: 174843 | RQE : 94248 - Cirurgia do aparelho digestivo
O Dr. Marcos Gouveia tem foco em Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além de procedimentos minimamente invasivos do estômago, intestino e de hérnias da parede abdominal.
Acessar currículo

Compartilhe nas redes sociais:

TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

teste

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Clínica Hepatogastro © 2024 Direitos reservados
Última atualização: 22/02/2024 às 12:08
Ligue para agendar
Agende sua Consulta
magnifiercross