Clínica Hepatogastro

Quais Problemas Gastrointestinais são comuns na Terceira Idade?

Atualizado em 14/07/2021
Tempo de leitura: 2 min.
Por Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
 | 
09/04/18
Terceira-Idadel-Hepatogastro
Quais Problemas Gastrointestinais São Comuns Na Terceira Idade? 2

Com o processo de envelhecimento, algumas mudanças ocorrem em diferentes órgãos, tecidos e células do organismo. Em especial o sistema digestório é afetado nas estruturas da cavidade oral (boca, língua), esôfago, estômago, pâncreas, fígado, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus. Confira doenças comuns nessa fase da vida e atente-se!

Xerostomia ou secura na boca

Pela menor produção de saliva, mau hábito de respirar pela boca, próteses mal ajustadas. Causas emocionais como ansiedade e medo. A deficiência de saliva não altera o paladar, mas pode ser causa de dificuldade de deglutição, acelera a deterioração dos dentes, dificuldade na mastigação, contribuindo para a má digestão, causa também o mau hálito.

Problemas no esôfago

No esôfago as principais doenças que ocorrem na 3ª Idade são a esofagite, a hérnia de hiato e o câncer; no estômago são a gastrite, a úlcera (úlcera gastroduodenal) e o câncer.

A estomatite angular (afta)

É comum no idoso, e suas principais causas são: falta de dentes, dentaduras mal adaptadas. Outra causa menos comum é a deficiência de ferro e riboflavina. A língua grossa (glossite) está relacionada à deficiência de vitamina B12 e infecção das papilas.

Intestino

No intestino as principais doenças são as infecções intestinais, a colite, a diverticulose, a diverticulite e o câncer de intestino. O câncer de intestino grosso é muito frequente sendo um dos tumores mais comuns ao homem.

Prisão de ventre

As causas mais comuns da prisão de ventre costumam ser a dieta pobre em fibras, a pequena ingestão de líquidos, o sedentarismo, assim como o consumo excessivo de proteína animal e de alimentos industrializados.

Não atender à urgência para evacuar, quando ela se manifesta, também pode comprometer o funcionamento regular dos intestinos. A prisão de ventre pode, ainda, estar associada a doenças do cólon e do reto, como diverticulose, hemorroidas, fissuras anais e câncer colorretal.

Diabetes tipo 2

Essa doença é causada por uma alteração na forma como as células absorvem e utilizam a glicose. Os tecidos ficam sem energia necessária para funcionar e o problema pode afetar diversos órgãos.

As consequências mais comuns do diabetes são cegueira, lesões no sistema nervoso, ataques cardíacos, derrames e insuficiência normal. A melhor forma de prevenir e controlar o problema é com uma alimentação saudável e prática de exercícios.

O que achou desse post? Deixe sua opinião nos comentários, e compartilhe!

Sobre o(a) Autor(a)
O Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio é Mestre e Doutor em Cirurgia. Pós-doutorado e Fellow nos Estados Unidos. Especialista em Cirurgia Digestiva e Videocirurgia. Atua como cirurgião do aparelho digestivo, com ênfase em cirurgia de fígado, pâncreas e vias biliares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 03 / 03 / 22
A cirurgia bariátrica não deve ser realizada em algumas situações. Descubra quais são as contra indicações desse procedimento.
Ler Mais
 | 23 / 02 / 22
Você sabia que existe diferença nas técnicas disponíveis para a realização da cirurgia bariátrica? Veja quais são essas diferenças entre o Bypass e o Sleeve.
Ler Mais
1 2 3 21

Clínica Hepatogastro© 2022 Direitos Reservados – Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Última atualização: 29/06/2022 às 16:28
Agende sua Consulta
magnifiercross