Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
 Cv Lattes   Google Scholar
CRM: 143673 SP
Atualizado em 10/08/2020 Atualizado em 10/08/2020

Cirurgia de pedra na vesícula: pré e pós-operatório

A vesícula é um pequeno órgão que auxilia de forma indireta a digestão dos alimentos. Ela se localiza junto do fígado e próximo ao duodeno, sendo responsável por armazenar a bile, substância que permite a digestão da gordura. No entanto, podem ocorrer alterações na composição da bile, o que leva à formação de cálculos biliares, as pedras na vesícula.

Esse problema é chamado de Colelitíase e provoca sintomas muito incômodos porque a vesícula não consegue trabalhar direito, com a possibilidade de ter seus canais obstruídos pelas pedras. O tratamento é feito, na maioria das vezes, por técnicas cirúrgicas para remover as pedras ou a vesícula totalmente, conhecido como colecistectomia videolaparoscópica.

Existem técnicas diferentes de cirurgia para pedra na vesícula, mas em todos os casos é preciso que o paciente adote algumas medidas para o pré-operatório e certos cuidados no pós-operatório para garantir a sua completa recuperação. Neste artigo falaremos sobre essas duas fases do tratamento da Colelitíase para que a cirurgia seja um sucesso e você se recupere bem, retornando mais rápido possível as suas atividades e rotina normal. Continue lendo!

Pré-operatório da cirurgia de pedra na vesícula

Para realizar a cirurgia de pedra na vesícula, antes, o médico precisará do diagnóstico correto do problema e, uma vez confirmada a necessidade de realização do procedimento, o paciente passará por uma avaliação pré-operatória.

Ela é necessária para confirmar que não existe nenhum fator que inviabilize a operação. É preciso verificar as condições anestésicas e cardiológicas do paciente, bem como estudar possíveis problemas pré-existentes, como hipertensão, diabetes, entre outros.

Então, os primeiros passos do pré-operatório consistem na realização de exames de rotina como:

  • hemograma;
  • glicemia em jejum;
  • creatinina;
  • coagulograma;

Além de todos esses, será necessário fazer um ultrassom completo do abdômen, um Raio-x do tórax e um eletrocardiograma. Dependendo da idade de quem será operado e de outras doenças presentes há necessidade de exames mais aprofundados, como a espirometria e a ecocardiografia, teste de esforço e cateterismo cardíaco.

O resultado de todos esses procedimentos deve ser levado para o médico anestesista, bem como analisado pelo profissional que realizará a cirurgia. Somente com um resultado favorável em todos eles é dado andamento para o processo cirúrgico.

Outras recomendações são fundamentais durante o pré-operatório da cirurgia de pedra na vesícula, sendo:

  • ajuste de medicações: é recomendado evitar substâncias como a Aspirina nos dias anteriores da cirurgia, para que não haja problemas com a coagulação. Em clientes diabéticos o ajuste de dieta e remédios são fundamentais para o controle glicêmico perfeito;
  • abstenção do cigarro: o ideal é parar de fumar ou, pelo menos, diminuir ao máximo o uso do cigarro, se possível um mês antes da cirurgia, para que não haja complicações pulmonares, bem como garantir uma boa oxigenação dos tecidos e uma cicatrização sem complicações;
  • adequação da alimentação: recomenda-se, também, evitar alimentos e bebidas que possam causar qualquer tipo de irritação gástrica, como o café e bebidas alcoólicas, para que não se manifestem gastrite ou úlceras durante os dias que antecedem a cirurgia.

No dia da cirurgia

Conforme explicamos, existem diversas técnicas cirúrgicas para tratamento de pedra na vesícula, mas em todas elas é preciso que, no dia da cirurgia, o paciente faça um jejum de pelo menos 8 horas de alimentos sólidos antes da anestesia. Além disso, é preciso realizar uma excelente higiene pessoal.

Todos os demais preparos são similares a qualquer outra técnica cirúrgica, sendo que o paciente precisará cumprir todos os trâmites burocráticos para sua internação, atendendo às orientações de retirar acessórios do seu corpo. Também passará pelo preparo anestésico, para que mantenha o máximo de tranquilidade ao ser encaminhado ao centro cirúrgico.

Pós-operatório da cirurgia de pedra na vesícula

A cirurgia de pedra na vesícula tem duração de 10 minutos a 2 horas, dependendo da técnica adotada e da complexidade de cada caso. Após a recuperação nas primeiras horas, quando o paciente estiver pronto para ir para casa, receberá alta e algumas recomendações dos cuidados necessários.

Não há necessidade de repouso total, sendo que o paciente deve fazer caminhadas leves e cuidadosas em um local plano, seco e que não contenha obstáculos, seguido de atividade física que não cause dor e desconforto nos cortes e não force o abdome. A duração e distância dessas caminhadas devem ser aumentadas gradativamente, de acordo com a tolerância do paciente.

Hoje pontos de pele são raramente usados. Quando há pontos externos eles são retirados cerca de uma semana após a cirurgia. Não há necessidade de seguir uma dieta rigorosa. O ideal é que se adote um cardápio mais leve, evitando principalmente os alimentos gordurosos, progredindo lentamente para refeições normais sem restrições.

0 comentários

× Agendar Consulta.