Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
 Cv Lattes   Google Scholar
Atualizado em 22/09/2020

Cirurgia de hérnia inguinal: Os cuidados pós-operatórios

A hérnia inguinal forma-se quando a musculatura da parede abdominal apresenta uma região mais fraca permitindo a projeção dos tecidos por esse espaço. Forma-se uma tumefação ou abulamento na região da virilha. Geralmente esse problema é mais comum em homens, mas também pode se manifestar em mulheres.

O único tratamento eficaz para a hérnia inguinal é a cirurgia, uma vez que o problema não desaparece de forma espontânea. Alternativas como a cinta promovem apenas um alívio temporário e, em alguns casos, nem mesmo são recomendadas.

Como em qualquer procedimento cirúrgico, são necessários alguns cuidados pós-operatórios para garantir a boa recuperação do paciente. Neste artigo apresentamos quais são as medidas que devem ser adotadas após a cirurgia para evitar qualquer tipo de complicação. Continue lendo para saber mais.

Sobre a cirurgia de hérnia inguinal

Antes de falarmos sobre os cuidados pós-operatórios da cirurgia de hérnia inguinal, é interessante conhecer as técnicas que são utilizadas para fazer o tratamento desse problema. O procedimento é considerado simples, embora, algumas vezas, pode ser necessário o paciente permanecer internado por até 24 horas.

O método mais utilizado para realização da cirurgia de hérnia na virilha é a herniorrafia inguinal convencional. Nesta cirurgia, pode ser fechado o defeito (“buraco”) da hérnia com pontos ou utilizado uma tela para fazer a correção do defeito. Existes diversas maneiras de reparar o defeito herniario, construídos por mais de cem anos de evolução da cirurgia. Todas estas técnicas usam um corte de ate 8 cm na região da virilha. Podem ser realizadas com anestesia local, peridural, raquidiana ou geral dependendo da saúde do paciente e da avaliação do anestesista. Embora tenham bom resultado, quando apropriadamente selecionadas e executadas, apresentam maior dor no período inicial após a cirurgia e uma maior frequência de problemas relacionados ao corte na região, como infecções no local, inchaço e acumulo de liquido e sangue.

Também pode ser realizada a herniorrafia inguinal por videolaparoscopia. Nesta técnica, realizada somente por anestesia geral, realizam-se três pequenos cortes (menos de 1cm cada) ao redor do umbigo, insufla-se ar na barriga e coloca-se uma câmara para que a equipe cirúrgica identifique o local a ser operado. Pelos orifícios pequenos, instrumentos adequados são colocados possibilitando a correção do defeito herniario com o uso de telas e instrumentos de fixação da mesmas na região. Os resultados da correção por laparoscopia, quando bem indicados e executados, são similares a cirurgia convencional com a vantagem de menor dor nos dias iniciais da cirurgia, melhor satisfação estética e recuperação mais rápida do que o método convencional.

Sobre telas cirúrgicas

Uma duvida comum diz respeito a necessidade e aos riscos do uso de telas. Estas são “redes” (parecidas com uma gaze), feitas de materiais especiais que podem ser aceitos pelo organismo, com vantagem de cobrir o defeito herniario sem produzir aumento de tensão no local, esta forma com menor chance de falha do tratamento. A grande maioria dos estudos mostram que melhores resultados são obtidos na correção da hérnia inguinal do adulto com uso de tela. Existe risco pequeno de infecção e rejeição ou complicações no longo prazo são raros. Como existem diversas marcas nacionais e importadas de telas, materiais e espessuras diferentes das mesmas e uso variado conforme características da hérnia, da saúde do paciente e da preferencia do cirurgião é recomendável uma discussão anterior a cirurgia entre medico e paciente sobre a necessidade do uso de tela e qual tela a ser utilizada.

Pós-operatório da cirurgia de hérnia inguinal

A cirurgia para correção da hérnia inguinal é um procedimento de médio porte, que em pacientes com ausência de outras doenças costuma ter uma recuperação relativamente rápida, risco de problemas baixo e um alto índice de satisfação com o resultado final.

O tempo esperado para recuperação em domicílio também costuma ser bastante curto. Na maioria das vezes recomendamos somente repouso relativo e uso de analgésicos nos dias iniciais.

O paciente não precisa deixar de realizar suas atividades, pois não existem restrições de movimento. Pode-se dirigir assim que não haja inchaços ou desconfortos no local e não se use remédios. É extremamente importante evitar esforços como levantar objetos do chão ou carregar pesos durante até oito semanas após a realização desta cirurgia, para que a cicatrização seja adequada e a região operada possa suportar maior esforço.

Também não há necessidade de manter uma dieta específica para o pós-operatório da cirurgia de hérnia inguinal.

Possíveis manifestações após a cirurgia de hérnia inguinal

Alguns quadros são comuns e considerados normais após a realização da cirurgia de hérnia inguinal. Homens podem sentir desconfortos na região inguinal e sensibilidade no testículo ou na bolsa escrotal.

Existe, também, a possibilidade de o local ficar inchado ou roxo, o que pode ser minimizado com uso de compressas por alguns dias e cuidados locais. Outra reação possível é o intestino se manifestar um pouco mais preguiçoso, daí ser interessante manter uma dieta mais leve e natural para estimular os movimentos intestinais.

Geralmente, após alguns dias após a realização da cirurgia, o paciente passa pelo retorno para uma avaliação com o cirurgião. Entretanto, caso ocorra algum sintoma atípico ou qualquer tipo de mal-estar, é preciso procurar o médico antes dessa data.

Ele poderá prescrever medicamentos como analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos para favorecer a recuperação. Todas essas substâncias devem ser administradas conforme a prescrição, respeitando-se os horários e a dosagem, sem substituir as formulações.

A hérnia inguinal é um problema geralmente inofensivo, mas que também pode apresentar complicações, principalmente quando passa por estrangulamento. Sendo assim, é muito importante procurar um médico ao sinal dos primeiros sintomas e realizar o tratamento conforme sua recomendação, para que a recuperação seja simples e rápida.

× Agendar Consulta.