Clínica Hepatogastro

Cirrose e Câncer de Fígado são a mesma coisa?

Por Caroline27/09/2022
Tempo de leitura: 2 minutos
Por Caroline
27/09/22
Sumário

A cirrose é um processo de fibrose do fígado, em que o tecido hepático se transforma em um tecido de cicatriz, fazendo com que o órgão perca a sua função.

No post de hoje, iremos explicar o que é cirrose e os agravantes para o desenvolvimento do câncer de fígado. Continue nos acompanhando para saber mais!

O que é a Cirrose?

A cirrose, nada mais é, do que o processo de fibrose do fígado, ou seja, geralmente devido a uma inflamação crônica, o tecido hepático vai sendo transformado em um tecido de cicatriz, é como um machucado que a gente fez, aquela área que foi cicatrizada, ela fica mais dura, e aquele parênquima, aquela parte do órgão que fazia as funções, é substituído por essa cicatriz.

Sintomas da Cirrose

Geralmente esse é um processo silencioso, demora anos para o paciente ter algum sintoma, e muitas vezes ele começa a apresentar o primeiro sintoma quando já está em um quadro avançado, um quadro em que ele começa a apresentar distensão abdominal, apresenta icterícia, que é aquele amarelão nos olhos e pode até apresentar sangramento intestinal.

Câncer Hepático

É importante saber que tanto pela fibrose, quanto pelas suas causas, seja ela por vírus, por álcool ou por doença autoimune, o paciente apresente um grande risco de ter câncer de fígado, o câncer primário, e embora sejam coisas diferentes, o paciente que têm cirrose, tem risco maiores de realmente ter a neoplasia hepática, precisando de um acompanhamento próximo de um especialista.

Acompanhamento e tratamento da Cirrose

Durante o acompanhamento, vão ser realizados alguns exames periódicos, como exames de imagem, ultrassom, ressonância e também exames laboratoriais, para ver tanto como está a função do fígado, quanto para fazer um rastreio de possíveis neoplasias que possam aparecer neste órgão, além disso, o especialista vai avaliar a causa dessa fibrose da cirrose e fazer com que o paciente tire essa causa, diminuindo a ingestão de álcool, tratando o vírus ou controlando realmente essa causa.

Caso desenvolva uma doença mais avançada, será feita uma intervenção mais adequada, porque muitos desses pacientes vão evoluir para a falência do órgão, realmente deixar de ter uma função adequada e podem vir a precisar inclusive do transplante hepático.

Então, se você tiver dúvidas, quanto a um diagnóstico, a uma lesão que apareceu no fígado, procure um especialista.

Se essa informação foi importante para você ou para alguém que você conhece, compartilhe e continue nos acompanhando para mais informações como essa.

Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira | Hepatogastro

Caroline

CRM:  | RQE : 
Acessar currículo

Compartilhe nas redes sociais:

TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

teste

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Clínica Hepatogastro © 2024 Direitos reservados
Última atualização: 23/05/2024 às 15:27
magnifiercross