Clínica Hepatogastro

Você sabe o que são Hepatites Virais?

Atualizado em 14/07/2021
Tempo de leitura: 2 min.
Por Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio
 | 
16/03/18
Hepatites-Hepatogastro
Você Sabe O Que São Hepatites Virais? 2

Grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, a hepatite é a inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas. Neste post tiraremos suas dúvidas sobre as hepatites virais, confira!

O que são hepatites virais?

São doenças silenciosas, causadas por vírus que prejudicam o fígado e podem levar à cirrose e ao câncer. Existem vários tipos de hepatites classificadas por letras do alfabeto: A, B, C, D e E.

Como é feita a transmissão de hepatites virais?

As hepatites A e E são transmitidas pela via orofecal e causam infecções agudas benignas, que evoluem para a cura sem necessidade de tratamento específico. As hepatites B, C e D podem evoluir para a hepatite crônica, que tem como principais complicações a cirrose e o carcinoma hepatocelular.

Você não contrai hepatite b e c por:

  • Tosse ou espirros;
  • Beijos ou abraços;
  • Aleitamento materno;
  • Alimentos ou água;
  • Contato casual (como no ambiente do escritório);
  • Compartilhamento de utensílios para comer ou beber.

A evolução das hepatites varia conforme o tipo de vírus

Os vírus A e E apresentam apenas formas agudas de hepatite (não possuindo potencial para formas crônicas). Isso quer dizer que, após uma hepatite A ou E, o indivíduo pode se recuperar completamente, eliminando o vírus de seu organismo. Por outro lado, as hepatites causadas pelos vírus B, C e D podem apresentar tanto formas agudas quanto crônicas de infecção, nesse último caso, quando a doença persiste no organismo por mais de seis meses.

Como é feito o diagnóstico de hepatites virais?

O diagnóstico laboratorial das hepatites virais inclui as provas da função hepática e a pesquisa de marcadores sorológicos específicos (antígenos e anticorpos). Testes complementares para a detecção direta do genoma viral podem ser necessários para confirmação diagnóstica, determinação do genótipo infectante ou monitoramento da resposta à terapia antiviral.

Grávidas devem fazer o teste?

É muito importante que todas as gestantes façam uma análise de sangue para as hepatites no início da gravidez, já que o vírus pode ser transmitido ao feto por meio da gestação, no parto ou durante o aleitamento materno.

O que achou desse post? Deixe sua opinião nos comentários, e compartilhe!

Sobre o(a) Autor(a)
O Dr. Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio é Mestre e Doutor em Cirurgia. Pós-doutorado e Fellow nos Estados Unidos. Especialista em Cirurgia Digestiva e Videocirurgia. Atua como cirurgião do aparelho digestivo, com ênfase em cirurgia de fígado, pâncreas e vias biliares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 29 / 06 / 22
A hepatectomia, conhecida também como ressecção hepática, é a cirurgia de retirada parcial ou da totalidade do fígado. Entenda quando o procedimento é indicado!
Ler Mais
 | 01 / 06 / 22
A biópsia hepática tem como objetivo analisar, por meio de um microscópio, as estruturas internas do fígado. Entenda como é feito o procedimento!
Ler Mais
1 2 3 38

Clínica Hepatogastro© 2022 Direitos Reservados – Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Última atualização: 29/06/2022 às 16:28
Agende sua Consulta
magnifiercross