Qual a relação entre o Gastroenterologista e o Hepatologista?

Existem diversos especialistas que avaliam e tratam pessoas com distúrbios do fígado. Primeiro há o médico clínico. Ele frequentemente é o primeiro a descobrir que há alguma coisa errada com o fígado. A partir dali o paciente é rotineiramente encaminhado a um especialista, seja um gastroenterologista ou hepatologista. Qual é então a diferença entre cada um destes especialistas?

 

O gastroenterologista

O gastroenterologista é um médico que se especializou realizando treinamento no tratamento de distúrbios digestivos. Estes distúrbios incluem problemas de esôfago, estômago, intestinos, pâncreas, bexiga e fígado. Durante um período de dois a três anos de residência em gastroenterologia, alguns médicos tem pouco contato com pacientes portadores de doenças no fígado.

Por outro lado, alguns gastroenterologistas têm uma grande vivência com este tipo de pacientes. Logo, o nível de experiência e perícia entre gastroenterologistas em diagnosticar e tratar doenças hepáticas varia grandemente. É importante para o paciente, determinar o grau de experiência do gastroenterologista escolhido em lidar com doenças hepáticas, antes de estabelecer um relacionamento médico em longo prazo.

 

Principais atividades do gastroenterologista

O médico gastroenterologista, após uma consulta médica adequada, que inclui anamnese e exame físico, faz o diagnóstico da doença do paciente. Muitas vezes, são necessários exames complementares como endoscopia, colonoscopia, ultrassom e tomografia, entre outros, para a confirmação do diagnóstico. Então é proposto o tratamento, que pode ser clínico ou cirúrgico.

 

Hepatologista: trata apenas do fígado e seus relacionados

A Hepatologia é um ramo de medicina estado relacionado com o estudo, a prevenção, o diagnóstico e a gestão das doenças que afetam o fígado, a vesícula biliar, a árvore biliar e o pâncreas. A hepatologia do termo é derivada das palavras Gregas “hepatikos” e “logia”, que fígado médio e estudo, respectivamente.

 

Hepatologia: mais que uma especialização

A Hepatologia era para ser considerada um subespecialidade da gastroenterologia, mas hoje em dia os doutores podem especializar-se na hepatologia, que está emergindo rapidamente como uma especialidade autônoma. Como o fígado é um órgão crítico que possa ser afetado por um grande número fatores, o fígado é geralmente o ponto de foco na hepatologia.

× Agendar Consulta.