Clínica Hepatogastro

Como funciona a fila do Transplante de Fígado?

Atualizado em 07/09/2021
Tempo de leitura: 2 min.
Por Dr. Glauco Perticarrari
 | 
07/09/21

Hoje iremos esclarecer as dúvidas sobre como funciona a organização da fila no transplante de fígado.

Bom, para especificar como funciona a fila do transplante de fígado teremos que voltar lá atrás e explicar a história de como foi criado a organização da fila do transplante de fígado.

Como foi criada a organização da fila

Antes de 2005, a fila era organizada por quem chegava primeiro, quem tinha o diagnóstico primeiro, e assim entrava na fila.

A questão era que muitas vezes as pessoas descobriam que precisavam do transplante de fígado em uma fase mais inicial da doença e outras vezes que precisam do transplante de fígado em uma fase mais avançada da doença, com mais comorbidades, com mais riscos, com mais gravidade.

A partir de um estudo dessa dinâmica da fila do transplante, observaram que quem tinha algum exame alterado, tinha maior risco de mortalidade ou menor risco da mortalidade.

Cálculo MELD Score

Sabendo disso, foi construído um cálculo, que vem da sigla em inglês, que é o MELD Score.

Esse cálculo te dá um valor específico e com esse valor nós conseguimos organizar a fila em ordem crescente de gravidade, do menor para o maior, sendo que quem tem um MELD maior, maior é o risco de mortalidade em três meses e quem tem o risco de mortalidade menor, teria um MELD mais baixo.

E assim foi possível organizar a fila do transplante, de acordo com a gravidade do paciente, reduzindo o risco de mortalidade em fila.

A fila atualmente

Em suma maioria, hoje, quando o paciente recebe a indicação do transplante de fígado, ele é constantemente avaliado pelo cálculo do MELD e atualizado na fila de transplante.

Dessa forma, ele pode ter menos chance de sofrer com a doença e uma maior chance de receber o órgão no momento ideal para ele, na frente dos pacientes que estão em melhor condição e dos pacientes que não tem indicação no momento.

Deixe sua pergunta nos comentários que iremos esclarecer aa suas dúvidas.

Sobre o(a) Autor(a)
O Dr. Glauco Perticarrari atua clinicamente como cirurgião do Aparelho Digestivo, com enfase em transplante hepático e cirurgia hepatobileopancreatica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 29 / 06 / 22
A hepatectomia, conhecida também como ressecção hepática, é a cirurgia de retirada parcial ou da totalidade do fígado. Entenda quando o procedimento é indicado!
Ler Mais
 | 01 / 06 / 22
A biópsia hepática tem como objetivo analisar, por meio de um microscópio, as estruturas internas do fígado. Entenda como é feito o procedimento!
Ler Mais
1 2 3 38

Clínica Hepatogastro© 2022 Direitos Reservados – Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Última atualização: 29/06/2022 às 16:28
Agende sua Consulta
magnifiercross