Clínica Hepatogastro

Cirurgia bariátrica: Existem diferenças entre Bypass e Sleeve gástrico?

Atualizado em 23/02/2022
Tempo de leitura: 3 min.
Por Dr. Marcos Paulo Gouveia de Oliveira
 | 
23/02/22

Bypass e Sleeve são dois métodos eficientes para realização da cirurgia bariátrica. A principal diferença entre eles é que no Bypass é feita também a manipulação do intestino, enquanto no Sleeve esse órgão é preservado.

Cirurgia Bariatrica Existem Diferencas Entre Bypass E Sleeve Gastrico Hepatogastro Bg
Cirurgia Bariátrica: Existem Diferenças Entre Bypass E Sleeve Gástrico? 2

Você sabia que existe mais de um tipo de cirurgia bariátrica? Há diferentes técnicas que podem ser adotadas para esse procedimento, incluindo o Bypass e o Sleeve gástrico, sendo que em ambos o objetivo é fazer a redução do estômago e melhorar o perfil metabólico do paciente.

Apesar dessa similaridade, essas técnicas são realizadas de maneiras diferentes e nós preparamos este artigo para explicar para você como cada uma delas funciona. Continue lendo para conhecer o Bypass gástrico e o Sleeve gástrico e entender de que maneira esses métodos se diferenciam! 

Como funciona o Bypass? 

O Bypass, ou Gastroplastia gástrica, é uma das técnicas de cirurgia bariátrica mais realizadas no Brasil e também no mundo. Isso acontece porque essa técnica é muito efetiva, já que é possível eliminar grande parte do excesso de peso do paciente e mantê-lo a longo prazo.

Uma vez realizado por videolaparoscopia ou cirurgia robótica, a cirurgia quase não deixa marcas. Além disso, o Bypass ajuda a reduzir a produção de grelina, hormônio ligado à fome, e melhora muito as concentrações de hormônios benéficos do intestino.

Nesse procedimento é feita uma redução no volume do estômago, que começa a comportar aproximadamente 50 ml de alimento. Assim, o paciente não consegue ingerir grandes quantidades de comida de uma só vez. O método também envolve a criação de um desvio do trânsito intestinal, chamado de Y de Roux, com isso o alimento deixa de passar por cerca de 2 metros de intestino delgado, o que diminui a absorção de calorias.

Como funciona o método Sleeve?

A cirurgia bariátrica Sleeve, ou gastrectomia vertical, é uma técnica também pode ser realizada de forma minimamente invasiva, seja por vídeo ou robô, com pequenas incisões no abdome do paciente.

No método Sleeve, o estômago é cortado em sentido vertical, removendo todo o fundo e a grande curvatura gástrica. Com isso, ele se transforma em um tubo que comporta cerca de 80 a 100 ml de volume. Como as células do fundo gástrico são produtoras de grelina, sua retirada promove uma diminuição deste hormônio relacionado à fome e apetite.

Qual é a diferença entre Bypass e Sleeve?

Como você viu, a maneira como o estômago é manuseado é diferente em cada um desses métodos. Desta forma, no caso do Bypass, a redução gástrica é maior em relação ao método Sleeve. Porém, a principal diferença é o desvio intestinal realizado no Bypass, pois ele é responsável por uma melhora superior dos distúrbios metabólicos.

Assim, no Bypass, além de manipular o estômago, são feitas intervenções intestinais, o que pode fazer com que o alimento passe muito rápido do estômago para o intestino. 

No método Sleeve os alimentos ingeridos seguem o seu caminho original. É justamente a menor manipulação das alças intestinais que faz com que essa técnica tenha um impacto menor na absorção de nutrientes e minerais. Assim, o Sleeve costuma apresentar menores taxas de anemia e deficiência de vitaminas. 

Qual das duas técnicas é a melhor? 

Depois de ler a respeito das características do Bypass e do Sleeve, talvez você possa estar pensando: como o segundo método é menos invasivo, ele seria a melhor alternativa, mas a situação não é tão simples assim. É preciso considerar a necessidade de cada paciente.

Como explicamos, o Bypass é o método mais realizado no Brasil e no mundo e também aquele que já passou por uma grande quantidade de estudos por décadas. Suas principais vantagens são a perda significativa de peso, a indicação para pacientes com refluxo gastroesofágico, o aumento da sensação de saciedade, melhor controle do diabetes e da síndrome metabólica. Portanto, é um método muito válido e eficiente.

O Sleeve, por sua vez, tem muitas vantagens também, como a manutenção da absorção de nutrientes, a preservação do intestino, o emagrecimento gradual, a manutenção do acesso endoscópico à via biliar e a possibilidade de realização do Bypass, em um eventual ganho de peso posterior.

Portanto, as diferenças entre os métodos precisam ser avaliadas pelo especialista para definir qual cirurgia bariátrica é melhor para cada paciente. Portanto, ambas são eficientes para contribuir com o tratamento da obesidade quando indicadas para o paciente certo, ajudando na manutenção da sua saúde.

Sobre o(a) Autor(a)
O Dr. Marcos Gouveia tem foco em Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além de procedimentos minimamente invasivos do estômago, intestino e de hérnias da parede abdominal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 03 / 03 / 22
A cirurgia bariátrica não deve ser realizada em algumas situações. Descubra quais são as contra indicações desse procedimento.
Ler Mais
 | 26 / 01 / 22
A síndrome do intestino irritável é um distúrbio crônico que pode ser favorecido por diversos fatores, tendo características diferentes para cada pessoa. Saiba mais!
Ler Mais
1 2 3 21

Clínica Hepatogastro© 2022 Direitos Reservados – Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Última atualização: 24/05/2022 às 18:15
Agende sua Consulta
magnifiercross