Conheça mais sobre a Hepatite C

A hepatite C é uma doença viral causada pelo vírus HCV e tem como principal consequência o surgimento de doenças hepáticas como a cirrose e inflamações no fígado. A destruição do fígado ocorre de forma muito lenta e assintomática, e é normal que os pacientes só descubram a doença cerca de 10 a 20 anos após a infecção.

Transmissão

Compartilhamento de agulhas não esterilizadas, particularmente agulhas usadas para injetar drogas recreativas, de navalhas ou escovas de dentes, de uma mulher grávida para o bebê, e por sexo sem proteção, embora isso seja raro.

Em todo o mundo, a maioria das infecções por hepatite C ocorre em pessoas que injetam drogas ou as injetaram no passado. Estima-se que cerca de metade das pessoas que injetam drogas têm a infecção.

Atenção: Abraçar, segurar as mãos, espirrar, tossir, compartilhar utensílios ou beijar não espalhará o vírus. O vírus somente se espalha quando existe o contato de uma pessoa saudável ao sangue de uma pessoa infectada.

Quais os sintomas?

Diferentemente das hepatites A e B, a maioria das pessoas que adquirem a hepatite C desenvolvem a doença de maneira crônica e lenta, sendo que a maioria (90%) é assintomática ou apresenta sintomas muito inespecíficos, como letargia, dores musculares e articulares, cansaço e náuseas. Assim, o diagnóstico só costuma ser realizado através de exames de rotina ou quando sintomas de doença hepática surgem, na fase avançada de cirrose.

Diagnóstico

O principal exame para diagnóstico da hepatite C é a pesquisa de anticorpos contra o vírus VHC, o anti-VHC. Quando o resultado é positivo, a pessoa deve ser encaminhada para exames complementares.

Existe tratamento?

A hepatite C é uma das poucas enfermidades crônicas que pode ser curada. Quando não é possível, o tratamento busca conter a progressão da doença e evitar as complicações. Os esquemas terapêuticos evoluíram muito com o tempo. Quando o vírus foi descoberto, o tratamento era realizado com remédios que apresentavam baixos índices de resposta e muitos efeitos colaterais indesejáveis. Atualmente, novas drogas foram introduzidas e o nível de melhor aumentou.

Durante o tratamento, o paciente pode sentir os seguintes sintomas: dores no corpo, náuseas, febre além de outros possíveis sintomas como perda de cabelo, depressão, vômitos e emagrecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *